Roteirismo: que diabos é isso?

       É comum que séries de livros, de filmes e de televisão recebam muitas críticas, todavia, a crítica que eu acho mais curiosa e que tem sido muito frequente em relação a séries como Dragon Ball Super e Game of Thrones é a de que elas cometem o terribilíssimo crime denominado "roteirismo", mas o que diabos é isso?





       Segundo essas pessoas que criticam por esse motivo, o tal do "roteirismo" seria o favorecimento a determinado personagem, principalmente o protagonista e personagens que o circundam, pelo roteiro. Outra definição frequentemente apresentada condiz com a apresentada na Wiki Superpoderes:



O roteirismo é a capacidade de ganhar qualquer luta por ser o protagonista. É uma variação de invulnerabilidade e super força.(...)O usuário é capaz de vencer qualquer antagonista, independente de quão poderoso o mesmo seja.



       A mesma Wiki também apresenta o termo "protagonismo" como sinônimo de "roteirismo" e diz que a limitação de tal "super poder" é que apenas protagonistas podem possuí-lo, sendo que, no caso de algum crossover, ele pode ser dado ao oponente, se este for mais amado ou popular. Como exemplos de personagens com roteirismo, são dados Goku (Dragon Ball), Garota-Esquilo (Marvel Comics), Batman com preparo (DC) e Seiya de Pégaso (Saint Seiya ou Os Cavaleiros do Zodíaco).
       Dito isso, vale muito a pena informar aqui que o termo roteirismo também aparece no post "Seis erros fatais em roteirismo", de Valeria Olivetti (2010), no qual a autora compartilha as dicas escritas pela professora Paula Brancato no site Screenwriter Showcase. Dentre tais dicas, destacam-se as três primeiras:





       Note que, nesse caso, o "roteirismo" mencionado por Valeria Olivetti não passa de uma tradução para o termo screenwriting, utilizado por Paula Brancato, a mesma tradução ocorrendo para o título do livro "Screenplay: The foundations of screenwriting", de Syd Field, conhecido no Brasil como "Roteiro - Os fundamentos do roteirismo", tal como pode ser visto no site da Saraiva:





       E também no da Amazon:





       Aliás, muito embora, como as imagens mostram, a versão em português de tal livro encontre-se indisponível em ambas as lojas virtuais, se você for fluente na língua inglesa, pode adquirir o livro em inglês pela Amazon, através do seguinte link "Screenplay: The foundations of screenwriting".
       Enfim, voltando. Por um lado, nós temos o roteirismo ou screenwriting como a arte ou técnica de escrever roteiros, mas, por outro, temos o termo designando o favorecimento do protagonista e, às vezes, outros personagens principais, pelo roteiro. A minha pontuação quanto a esta segunda definição, que tem tornado a palavra conhecida na internet - sobretudo nas redes sociais - é que ela simplesmente é contraditória à própria ideia de se contar uma história.
       Quem conta uma história, basicamente, conta uma situação ficcional ou realmente vivida por alguém, em algum lugar, com e contra outros seres. Assim, um dos princípios básicos para termos uma história, uma trama, é a existência de um conflito, o qual necessariamente se dará entre, no mínimo, dois seres, dos quais um será o personagem principal ou protagonista e o outro será o antagonista. Necessariamente, o personagem principal deve superar todos os obstáculos que lhe são impostos no decorrer da história, derrotando o seu antagonista, mesmo que isso venha a lhe custar a vida. No final, o protagonista sempre deve vencer.
       Note como o que foi exposto no parágrafo anterior casa com os três erros em roteirismo que eu destaquei anteriormente. Se você tem um protagonista ausente, passivo e fraco, incapaz de vencer os seus antagonistas, que devem ser, no mínimo, igualmente poderosos a ele, então não se tem uma história, ou melhor, não se tem uma história bem contada.
       Assim, as críticas fundamentadas em acusações de "roteirismo" que são feitas a séries como Game of Thrones e Dragon Ball Super são simplesmente ridículas, visto que tais séries contam a história de seus protagonistas. No caso de Game of Thrones, a coisa é mais ridícula ainda, pois os "fãs" parecem não entender que o protagonista da série sempre foi o suposto bastardo de Ned Stark, Jon Snow, e reclamam por ele não morrer, visto que se acostumaram com o roteiro shakespeariano, onde personagens importantes e queridos foram mortos sem cerimônias (tirando o Robbin Stark, que morreu depois de uma cerimônia de casamento).





       Por fim, é claro e inegável que esses personagens de Game of Thrones foram os protagonistas de suas histórias, as quais foram devidamente narradas, mas é preciso entender que, numa série de livros, de filmes ou de televisão, sempre há uma história maior que a história narrada em cada livro, filme ou temporada e, nesse caso, o protagonista da história maior de Game of Thrones, o personagem principal da "Canção de Gelo e Fogo", atende pelo nome de Jon Snow (isso até ele descobrir que se chama Aegon Targaryen).






REFERÊNCIAS

Paula Brancato. Six fatal errors in screenwriting. 2002 - 2017. Disponível em: <http://www.screenwritershowcase.com/tips/screenwritingErrors.php>

Valeria Olivetti. Seis erros fatais em roteirismo. Publicado em: 13 Jun 2010, 08h59. Disponível em: <https://dicasderoteiro.com/2010/06/13/seis-erros-fatais-em-roteirismo/>

Wiki Superpoderes. Roteirismo. Disponível em: <http://pt-br.superpoderes.wikia.com/wiki/Roteirismo>

Comentários

  1. Nossa, isso me irrita demais (◣_◢)
    Ocorre principalmente em shounen antigo, Goku e Seiya como vc disse (e assim fica tudo muito previsível), e esses animes tem muitos personagens legais que deviam ter maior destaque sabe, eu sempre fui de gostar mais dos personagens secundários
    Sobre o Jon Snow eu sempre gostei dele e sempre fui Time Stark ♥ , mas esse negócio de ele ter ressuscitado eu achei meio estranho, seilá, agora sempre estamos descobrindo algo que dá vantagem a ele (apesar de eu achar que teve uma personagem que eu já beneficiada durante todo a "anterior" da serie xD) mas sabe como GoT é né... vamos ver no que vai dar :)

    Adorei o post, achei esse tema bem legal :)
    Até ^__^
    https://shyandbrave.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. que eu já considerava beneficiada*
      Ignore os erros de português, pr favor xDD

      Excluir

Postar um comentário