ERAM OS GATOS ASTRONAUTAS

Um lugar para se falar de assuntos variados, mas principalmente relacionados à cultura pop.

segunda-feira, 4 de fevereiro de 2019

I Festival de Cultura Nerd do Amapá

       Frequentando os eventos de cultura nerd (ou geek) no Estado do Amapá, ao menos desde o começo dos anos 2000, no Centro de Convenções Azevedo Picanço, localizado na Avenida FAB, eu acabei por começar a ajudar a divulgá-los e cobri-los, inicialmente, por meio do "Blog do Leno" e, posteriormente, por meio do "Lenoverso". Em algum momento, eu iria começar a me envolver com a organização de eventos assim, aplicando um pouco da experiência adquirida na organização de eventos acadêmicos durante a graduação.





       Encontrei [1] as pessoas certas para isso, com interesses em comum, e, juntos, fundamos uma associação, afinal de contas, nosso objetivo não é lucrar financeiramente em cima disso, mas sim procurar fazer algo legal para a comunidade nerd local, reunindo-a e fortalecendo-a. Assim, nasceu a Associação Pop-Cultural do Amapá ou Ápice [2] e projetamos algumas ações e eventos, dos quais o primeiro foi o "Festival de Cultura Nerd do Amapá", sobre o qual falarei aqui.



O I Festival de Cultura Nerd do Amapá

       Realizado nos dias 17, 18 e 19 de dezembro de 2018 na Biblioteca Pública Estadual Professora Elcy Lacerda (Rua São José, 38, Centro), o I Festival de Cultura Nerd do Amapá teve por principal objetivo apresentar a Ápice, sinalizar que existimos - focado nas coisas locais - e foi divulgado quase que inteiramente pelas redes sociais (Facebook e Instagram), além de algumas matérias em veículos de imprensa tradicional, como a "Três dias de atividades marcam 1º Festival de Cultura Nerd do Amapá" e a "Festival 'nerd' promove feira de quadrinhos, games e premia melhores cosplayers em Macapá", ambas do G1 Amapá, além de divulgação pelo Blog de Rocha, pelo blog "Eu, Casmurro" e pelo blog "Ideias de Jeca Tatu", além do Jornal do Amapá e outras emissoras.
       Infeliz ou felizmente, nem tudo sai como o projetado e algumas coisas acabam não acontecendo ou acontecem de outra maneira, como as exibições matinais de cinema, que acabaram por não ocorrer no primeiro dia e por exibir outros filmes nos dois outros ou exibir fora de ordem. Acontece.
       Outra coisa que não aconteceu como o previsto foi a parte das oficinas, todas previstas para a parte da manhã. A oficina paga de biscuit - apesar da alta procura - não aconteceu devido a imprevistos ocorridos com a oficineira e a oficina de desenho, com o Igum D'Jorge e o Rob Saint, precisou ser transferida para a tarde - o que acabou se mostrando algo bom e coincidente com a lacuna deixada pela parte do RPG, cujo mestre responsável também teve problemas familiares de última hora e só pode comparecer brevemente no primeiro dia. Como o RPG ficava pela parte da tarde, na mesma sala em que a oficina de desenho seria ministrada pela manhã, apenas houve um reaproveitamento da sala.
       Quanto às aulas experimentais de arco-e-flecha, elas ocorreram apenas durante os dois primeiros dias, sendo que quase todas as pessoas que reservaram vagas simplesmente não apareceram. Como o espaço destinado para as aulas era a quadra poliesportiva da Universidade do Estado do Amapá - Ueap, alunos da instituição é que acabaram tendo a experiência no dia 17, enquanto que, no dia 18, outras pessoas que apareceram no evento é que foram assistir a aula.



O primeiro dia: 17 de dezembro de 2018

       As atrações previstas para esse dia foram, em ordem cronológica:

14h30 até 16h00 --> Palestra "A verossimilhança nos quadrinhos", com o roteirista e escritor Gian Danton (professor Ivan Carlo);





16h30 até 18h00 --> Bate-papo com o escritor Alex Oliveira sobre o livro "Ex-Cravo", que é o primeiro volume da sua trilogia, e distopias em geral;








18h00 até 19h00 --> Palestra com a youtuber Carol Azevedo sobre o seu canal Bookólico e sobre "Como se tornar um booktuber";





19h00 até 20h00 --> Bate-papo com as youtubers do Canal Literamigas a respeito da trajetória delas.





       Destas atrações, a única que não ocorreu foi a última, entre outras coisas, devido a alguns problemas de natureza externa que ocorreram.



Boton Mania. 


Pixell Geek.

Bazar Cross.

LiteraBazar.

Sugoi Free Shop.



O professor universitário Rafael Senra dando entrevista.

Palestra do professor Ivan Carlo, o Gian Danton.


Estande da Osama Produções Artísticas - OPA.




Gian Danton's Store.

Estande "Desapego Book", da Carol Azevedo.

A exposição dos originais do Joe Bennett
na sala do Processamento Técnico.



O escritor Alex Oliveira falando a respeito do seu livro,
a distopia "Ex-Cravo" e sobre distopias em geral.



A música nerd agradou os grandes e os pequenos.

RPG.

A palestra da Carol Azevedo.



O segundo dia: 18 de dezembro de 2018

       As atrações previstas para esse dia foram, em ordem cronológica:

14h30 até 16h00 --> Palestra "Como publicar HQ no mercado editorial brasileiro", com o quadrinhista Messias Urameshi;






16h30 até 18h00 --> Palestra "Narrativa visual na linguagem de quadrinhos e mangá", com o quadrinhista Israel Guedes.





18h00 até 21h00 --> Desfile cosplay, apresentação da Ápice e apresentação musical com Ravel Amanajás.



O movimento no estande do Beco Store.



Sugoi Free Shop.



O Leandro tomando conta do Bazar Cross.


Carol Azevedo de Velma.






Rob Saint e Igum D'Jorge ministrando a oficina de desenho.

Nossa Vice-Presidente da Ápice, Mony Sanri,
fazendo cosplay de uma versão da Arlequina.

Palestra do Messias Urameshi.








Walinson do Taverna jogando Uno com um visitante.








Palestra do Israel Guedes.
































Ravel Amanajás dando show.

       O desfile de cosplayers do 1º Festival de Cultura Nerd do Amapá foi feito de maneira diferente do que é tradicionalmente feito em outros eventos, a Vice-Presidente teve a ideia de fazermos ao estilo Victoria Secrets: com música ao vivo enquanto os cosplayers desfilam:






Os cosplayers.




       Depois do desfile, as premiações, começando pela do cosplay infantil.






O neto do Gian Danton venceu a categoria infantil de cosplay.



       Depois, seguiu-se a premiação dos cosplayers da categoria adulta.










       E, então, o Ravel Amanajás continuou o show, cantando mais músicas de animes. A seguir, uma palhinha da apresentação:








O terceiro dia: 10 de dezembro de 2018

       Por fim, no terceiro e último dia, tivemos as seguintes atrações previstas:


14h30 até 16h00 --> Palestra "Uma breve história dos 'eventos de anime' no Amapá", com o empresário Hian Lima, do grupo Amapanime e da loja Amapanime Space;




16h00 até 18h00 ---> Chá da Dite [3] "'A Lenda de Fausto' de Samila Lages, com Walinson Bezerra do grupo Taverna.




18h00 em diante ---> Ambiente de K-Pop com o grupo K-Star.




       Apesar de um atraso no horário nas atrações e de imprevistos com alguns estandes - o que levou a uma mudança de lugar entre a área destes e a exposição dos originais do Bennett, tudo ocorreu bem.














Palestra do Hian.





 













Após a palestra, um registro nosso com o Hian,
que nos deu essa moral de contribuir com o evento.


E depois foi a vez do Walison, com o Chá da Dite.





O ambiente de K-Pop.

       E, para a primeira edição do Festival de Cultura Nerd do Amapá, foi o que tivemos, esperando ter muito, muito mais para as próximas edições. Acompanhem a Ápice pelo Facebook e pelo Instagram. Até a próxima!





NOTAS

[1] Isso se deu após a realização da exibição pública do último episódio de Dragon Ball Super em 28 de março de 2018, na Praça Floriano Peixoto, pela Prefeitura Municipal de Macapá - que atendeu aos muitos pedidos mobilizados que foram surgindo após eu começar a marcar os amigos e estes os amigos deles e a galera começar a botar pressão o suficiente para começar a chamar a atenção.

[2] Por que "Ápice" e não "APCAP"? Porque siglas são mais complicadas de se lembrar do que nomes, então cortamos o último "AP" por já ter um no começo da sigla e ela ficou "APC", que cuja pronúncia é "a-pê-cê", que lembra a pronúncia da palavra "ápice". "Simples" assim...

[3] O Chá da Dite é um evento realizado de forma frequente pelo grupo Taverna, encabeçado pelo Walison Bezerra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

O template usado na construção deste site é o Sophie, desenvolvido pelo @soratemplates