Rap God: explicando a passagem de tempo nas lutas de Dragon Ball

       Não, este post não pretende falar sobre ou explicar as viagens espaço-temporais em Dragon Ball, para isso, leia (com calma e, de preferência, por partes) "Dragon Ball: entendendo as linhas espaço-temporais". Aqui será discutindo um assunto que, sem dúvida alguma, tornou-se uma das principais fontes de piadas entre fãs da franquia: a estranha passagem de tempo em algumas lutas, sendo célebre o prazo de 05 (cinco) minutos, dado por Freeza para a destruição do planeta Namekusei.



Eminem Super Rap God Azul.



       Assim como Dragon Ball Super vem canonizando alguns elementos outrora existentes em filmes da franquia, a série também vem fazendo muitas referências a coisas vistas em Dragon Ball e em Dragon Ball Z, sendo que a estranha passagem de tempo vista no Torneio do Poder pode ser tomada como uma referência aos famosos cinco minutos que Freeza estabeleceu para a destruição de Namekusei, tempo esse que se prolongou por vários episódios em Dragon Ball Z.
       Todavia, apesar de essa passagem do tempo nos ser demasiado estranha, visto que os cerca de vinte minutos de um episódio acabam correspondendo à passagem de dois ou mesmo um só minuto - tal como já aconteceu durante o arco do Torneio do Poder, ela não é incompreensível ou desprovida de qualquer lógica, sendo isso o que eu pretendo mostrar aqui.
       Aliás, é perfeitamente possível explicar isso de acordo com a Teoria da Relatividade Geral de Albert Einstein (vide link nas referências), mas pretendo explicar a coisa por outro ponto de vista. Para tanto, recorrerei a três coisas: determinadas características comuns em cenas de lutas da série; certos trechos de episódios relacionados a tais características e à música "Rap God", do Eminem. Assim, vamos por partes.



Mais rápido do que os olhos conseguem ver

       Diferentemente do anime Naruto e mesmo do Dragon Ball clássico, onde as cenas de luta são quase sempre mostradas passo a passo, golpe a golpe, tanto Dragon Ball Z, quanto Dragon Ball Super possuem diversas lutas que se caracterizam por cenas que simplesmente não nos são mostradas, ou melhor, até são, mas meramente como pontos e riscos que pretendem representar o choque entre os lutadores e o seu deslocamento em altíssima velocidade.
       A intenção não é outra se não a de mostrar a luta vista pelos olhos de quem está de fora dela e como você realmente a veria, caso a mesma se desse no mundo real, ou seja, não veríamos realmente a luta, pois os movimentos dos lutadores seriam tão rápidos que não conseguiríamos acompanhar.




       Um exemplo muito bacana disso acontece ainda no Dragon Ball clássico e mais precisamente no episódio 35, intitulado "Suno, a menina da aldeia do norte". Essa história se dá durante o arco da Red Ribbon, quando Goku acaba caindo na vila Jingle após o primeiro embate contra o exército do Comandante Red e é descongelado pela garota Suno e sua mãe. Quando a casa é atacada por dois soldados subservientes ao General White, Goku derrota ambos com "6 socos e 1, 2, 3, 4... 5 chutes", mas faz isso tão rapidamente que as pessoas salvas por ele sequer conseguiram ver, como a própria garotinha Suno expressa.



Nem o Zeno-Sama consegue ver as lutas?

       Suno, Bulma e tantos outros personagens não lutadores não são os únicos a não conseguirem acompanhar a trocação de golpes dos guerreiros Z com seus oponentes, as duas versões do próprio deus criador de todos os dezoito universos originais também não conseguem acompanhar certos combates, em determinado episódio tendo sido necessário que o Daishinkan colocasse as filmagens dos combates em câmera lenta no KamiPad deles.




       Ainda em Dragon Ball Super, no começo da série, Kuririn se surpreende com as suas próprias habilidades diante dos soldados de Freeza, ao conseguir enxergar os golpes desferidos contra ele, ao que o Mestre Kame explica que isso é natural, depois de ele ter visto lutas tão intensas de tão perto. Noutras palavras, um vista pode ser treinada para acompanhar tais trocações de golpes em velocidades tão absurdamente altas - o que explica o porquê de nem mesmo o Zeno (que não é onipotente) conseguir enxergar naturalmente determinados combates.
       Ok, já sabemos que os guerreiros de Dragon Ball são incrivelmente velozes e ágeis ao ponto de ser necessário ter a visão treinada ou dispor de determinados recursos tecnológicos ou mesmo mágicos para se conseguir enxergar os seus movimentos, mas de que forma isso explica a bizarra passagem de tempo no combate entre Goku e Freeza e no Torneio do Poder? 



Rap God

       Apenas a movimentação extremamente rápida para os olhos destreinados não explicaria o problema da passagem de tempo em determinados pontos da franquia, pois, frequentemente, enquanto os combates estão acontecendo, os próprios personagens lutadores e outros, que assistem a tudo, dialogam entre si e isso é um problema e tanto se pararmos para pensar que, por exemplo, até o Kuririn terminar de dizer alguma coisa que expressasse o seu espanto ante determinado acontecimento na luta, o próprio acontecimento já teria acabado e outros tantos já teriam ocorrido, dada a absurda velocidade dos lutadores.
       Aqui é que entra o rapper Eminem e a sua conhecidíssima música intitulada "Rap God".

Segundo a "Billboard", o livro dos recordes constatou que a música "Rap God", lançada por Eminem em 2013, tem 1.560 palavras cantadas em 6 minutos e 4 segundos - uma média de 4,28 palavras por segundo. Em um trecho da música, o cantor diz 97 palavras em 15 segundos: 6,5 por segundo. (FOLHA. 8 Set 2014)

       O que isso tem a ver com o que está sendo discutido? Simples, se os lutadores desenvolveram uma movimentação absurdamente veloz e ágil, isso também não se aplicaria a toda e qualquer parte do corpo, incluindo todo o aparelho responsável pela fala.
       Desta forma, os extensos diálogos que muitas vezes ocorrem em meio aos intensos combates podem se dar na mesmíssima alta velocidade da trocação de golpes, com os espectadores - que também são lutadores com alto poder de luta (embora não vejamos os kaioshins em ação, devemos nos lembrar que o Shin inscreveu-se no torneio de luta no começo da Saga Boo, em Dragon Ball Z, e que o Zamasu possuía treinamento marcial, sendo considerado um gênio entre os seus pares).
       Claro, alguém pode querer invalidar a teoria lembrando que nem sempre os espectadores das lutas são também lutadores e que, mesmo que fosse sempre assim, cantar seria consideravelmente distinto de meramente conversar. Pois bem, quanto ao primeiro ponto, digo apenas que, nas situações em que havia espectadores não versados nas artes marciais, não houve qualquer problemática quanto à passagem de tempo das lutas, tal como no Torneio de Champa.
       O segundo ponto, por sua vez, realmente é algo a se considerar, ainda que a habilidade vocal do Eminem tenha sido apenas um exemplo para efeitos de comparação, para demonstrar que é possível se dizer uma alta quantidade de palavras em apenas um segundo, independentemente se isto é feito cantando - ainda que a cantoria do rap seja quase indistinguível do falar comum - ou enquanto se conversa. Todavia, para não dizer que eu não trouxe um exemplo de alguém falando muitas palavras em apenas um segundo, trago-lhes Fran Capo (link para o site dela nas referências).


Fonte: o site oficial da Fran Capo.


       Basicamente, a nativa do condado de Putnam (Putnam County), em Nova Iorque, palestrante motivacional, aventureira, comediante e dubladora Fran Capo é também uma recordista mundial. Ela possui cinco recordes mundiais, mas se destaca por um específico: o da mulher que fala mais rápido.
       Foi no ano de 1986 que ela fez a primeira tentativa de quebrar o recorde de mais palavras faladas em menos tempo, conseguindo falar 585 palavras do Salmo 91 em um minuto, apenas para, dois anos depois, quebrar o próprio recorde, lendo 603,32 palavras de um texto britânico do século 17 em 54,2 segundos, o que dá incríveis 11 palavras por segundo.




Concluindo...

       ...Uma vez que os lutadores conseguem mover-se e, consequentemente, falar em altíssima velocidade, torna-se perfeitamente compreensível como diabos os cerca de vinte minutos de acontecimentos que assistimos num episódio puderam se passar em apenas um minuto na arena do Torneio do Poder: toda a ação decorrida, incluindo os diálogos, se dariam em segundos ou mesmo numa fração de segundos.





REFERÊNCIAS

Folha de São Paulo. Eminem bate recorde de palavras por música. Publicado em: 08 Set 2014, 13h44. Disponível em: [http://www1.folha.uol.com.br/ilustrada/2014/09/1512672-eminem-bate-recorde-de-palavras-por-musica.shtml].

Fran Capo. World 'Record #1: Fastest Talking Female. Publicado em: 20 Set 2006. Disponível em: [https://francapo.com/world-record-1-fastest-talking-female/].

Helder. Os 5 minutos de Freeza! - Um tanto quanto longo, não acha? Publicado em: 25 Jul 2010. Disponível em: [https://tedioon.wordpress.com/2010/07/25/os-5-minutos-de-freeza-um-tanto-quanto-longo-nao-acha/].

Comentários